Início / Novidades / Eventos E Lancamentos / Edufba realiza o último Lançamento Coletivo do ano

Edufba realiza o último Lançamento Coletivo do ano

O Reitor da Universidade Federal da Bahia, João Carlos Salles Pires da Silva, convida para o Lançamento Coletivo do mês de dezembro. O evento acontece no dia 10, quarta-feira, das 16h30 às 19h30, no Palácio da Reitoria – Hall principal (térreo), no Canela. Na ocasião, 13 obras de diferentes áreas do conhecimento estarão disponíveis para a venda com 20% de desconto e um representante de cada obra ficará a disposição para autógrafos.

Promover um maior diálogo entre diferentes campos do conhecimento produzidos na universidade e facilitar o acesso da sociedade à produção acadêmica são as principais iniciativas da realização do evento.

Conheça abaixo as obras que integram a programação do Lançamento Coletivo Edufba – dezembro de 2014.

Serviço:

O quê: Lançamento coletivo Edufba - Dezembro

Quando: 10 de dezembro

Horário: 16h30 às 19h30

Onde: Palácio da Reitoria, Canela

 

Data: 
terça-feira, 7 Agosto, 2018 - 13:30

Os olhos negros do Brasil

Autor(a): 

Dividido em duas partes, o livro elenca laudos antropológicos elaborados pelo autor, tendo em vista a preservação de terreiros de candomblé de Salvador e pequenos ensaios. Os olhos negros do Brasil traça o seu caminho perpassando desde a questão preliminar sobre o rótulo de “afro-brasileiros” até o racismo, intolerância e violência que oprimem os terreiros baianos. Portanto, o livro representa e preserva a cultura negra a partir de vieses repletos de unidade.

Pequeno vocabulário do português arcaico

Resultado de uma pesquisa minuciosa do léxico patente em um Flos Sanctorum do século XIV, a obra visa preencher a lacuna bibliográfica existente no registro da variação e da mudança linguística. Servindo de contribuição para o conhecimento da história interna e externa do português, o livro destina-se, em especial, a pesquisadores, estudiosos e alunos dos cursos de Letras e áreas afins.

Anísio Teixeira e a cultura

Como já dizia Florestan Fernandes, Anísio Teixeira é, talvez, um dos nossos únicos filósofos da educação, e, por extensão, da cultura. Anísio Teixeira e a Cultura revela novas facetas da sua atuação pública, assim como novas interpretações sobre a sua morte trágica. João Rocha, o autor, incorpora em seu livro alguns textos inéditos que resultam em obra única.

O lazer como uma nova dimensão das Universidades da Terceira Idade

O livro apresenta e analisa os temas lazer e envelhecimento. Essa apresentação é o ponto-chave para a abordagem do tema central da obra: as Universidades da Terceira Idade (UnATIS). Logo, a obra pode contribuir para área de educação física e estudos de lazer, pois procura conhecer e compreender as UnATIS como uma possibilidade de desenvolvimento cultural, pessoal e social para os idosos.

Ecos que entoam uma mata africano-brasileira

O livro é fruto da análise da experiência vivida pelo Grupo Teatral Artebagaço em um colégio público de Ensino Médio na área de Língua Portuguesa, no bairro do Cabula, em Salvador. Concebida como Projeto Odeart, a experiência apela para a episteme africano-brasileira com o intuito de superar o etnocentrismo que alicerça as políticas públicas de Educação. Portanto, através da vivência no Cabula e do testemunho da história e sociabilidade de sua gente, a autora consegue trazer os problemas de educação com uma amplitude maior.

Coral canto que encanta

Baseada em uma pesquisa de mestrado, a obra reflete as inquietações e buscas da autora sobre a educação musical com idosos e se centra nesse tema. Pode-se inferir que Coral canto que encanta é um trabalho holístico que encara a música como integrante e potencializadora da autoestima e do sentimento de sentir-se útil e capaz, necessário principalmente para os idosos.

Navegação a vapor na Bahia oitocentista (1839-1894)

A obra investiga a história da navegação a vapor na Província da Bahia no decurso do século XIX, destacando a Companhia Bahiana. Portanto, Navegação a vapor na Bahia oitocentista colabora para o preenchimento da lacuna na bibliografia da história econômica brasileira, no que diz respeito à área de transportes marítimos e fluviais.

Comida como narrativa

Objetivando interpretar as narrativas alimentares dos sujeitos através de suas historias de vida, a obra se inspira em estudos realizados no campo das ciências sociais que têm demonstrado que um das possibilidades de estudar as sociedades humanas é a partir da comida. Portanto, o livro suscita suas principais questões a partir da memória como recurso humano da lembrança e se constituiu como um suporte de preservação social.

Permanecer na universidade

A obra é resultado de uma pesquisa de mestrado sobre o cotidiano de jovens que tiveram, através das políticas de ações afirmativas, acesso a cursos de alto prestígio social da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Logo, o livro busca se aproximar das sinuosidades da permanência desses estudantes na Universidade para compreender as contingências a que eles estavam sujeitos e de que forma percorriam seus itinerários.

História do teatro

A obra faz recortes e escolhas que ordenam aspectos dispersos ao longo das referências utilizadas para dar corpo à narrativa que resulta de aulas ministradas para estudantes de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Abrangendo a História do Teatro da Antiguidade Grega ao Romantismo, o livro visa contribuir para que as informações cheguem ao público alvo, estudantes de Teatro, mas sem se restringir a ele, sendo válido, portanto, para leitores de outros segmentos que se interessam pela temática.

Dimensões e desafios políticos para a diversidade cultural Vol. 19

A obra é uma coletânea com 18 artigos que aborda uma variedade de temáticas referentes às políticas para diversidade cultural. Além disso, traz visões bem distintas a partir de experiências vivenciadas nos países e regiões dos professores, pesquisadores e gestores culturais convidados para os seminários Diversidade Cultural e Políticas para Diversidade Cultural, realizados respectivamente em Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA). Logo, a obra elaborada com base nas palestras proferidas nesses eventos, colabora para o aprofundamento, ampliação e preservação do debate sobre as políticas culturais.

Discutindo etnicidades

Organizador(a): 

A obra reúne artigos de autores que concluíram o mestrado no Programa de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos na Universidade Federal da Bahia. O livro se objetiva a contribuir na consolidação de um espaço multidisciplinar de ensino e pesquisa que seja capaz de criar um ambiente de reflexão acerca de conceitos como etnia, identidade, relações étnicas e raciais.

Acompanhe as Novidades

Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Siga a Edufba
nas redes sociais

instagram